Início Notícias ABCF participa da maior operação de combate à falsificação de cigarros da...

ABCF participa da maior operação de combate à falsificação de cigarros da história do país

A indústria nacional do tabaco gera anualmente uma receita de R$ 5,2 bilhões/ano em impostos e a ABCF (Associação Brasileira de Combate à Falsificação) trabalha para que a atividade não sofra ataques de falsários que prejudiquem o comércio lícito dos produtos.

Mais uma vez, após um ano de investigações e muito trabalho, o NURCE – Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos da Polícia Civil do Estado do Paraná, com o apoio da Receita Federal, das Polícia Civis dos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Bahia, e com o apoio logístico e operacional da ABCF, desencadeou a operação Sem Filtro, que cumpriu 25 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de prisão expedidos pela justiça, desarticulando a maior quadrilha já identificada no Brasil no que se refere à produção de cigarros ilegais e falsificados.

A quadrilha chefiada por Clodoaldo Siqueira mantinha duas fábricas clandestinas de alto potencial produtivo no interior de Minas Gerais, duas gráficas voltadas à falsificação de embalagens de cigarros e selos de IPI, e outra fábrica clandestina na cidade de São Paulo.

Todos os alvos foram debelados e os integrantes da quadrilha presos na operação. A quadrilha produzia aproximadamente 10 milhões de maços de cigarros ilegais por mês e movimentava altas somas de dinheiro que era “lavado” através de uma empresa de produções artísticas sediada em Londrina.

A justiça determinou também o bloqueio de bens da quadrilha, superior a R$ 7 milhões. A ABCF acompanhou as ações in loco e deu suporte para esta importante operação, que teve início após uma denúncia feita pela entidade.

Parabenizamos todos os agentes envolvidos nesta que foi a maior operação já realizada no Brasil no combate à falsificação de cigarros, que causa tanto prejuízo na arrecadação de impostos, na competitividade da indústria e na saúde dos consumidores.